COVID-19: Opções terapêuticas atualmente em pesquisa

319 0
Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

COVID-19: Opções terapêuticas atualmente em pesquisa

 

O Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NIH, na sigla em inglês) afirma que, atualmente, nenhum medicamento foi comprovadamente  seguro e eficaz no tratamento do COVID-19.

Não existem medicamentos aprovados pela Administração de Medicamentos e Alimentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) especificamente para tratar pacientes com COVID-19.

Embora tenham surgido relatos na literatura médica e na imprensa leiga reivindicando tratamento bem-sucedido de pacientes com COVID-19 com uma variedade de agentes, são necessários dados definitivos de ensaios clínicos para identificar tratamentos ideais para esta doença.

O manejo clínico recomendado de pacientes com COVID-19 inclui medidas de controle e prevenção de infecções e cuidados de suporte, incluindo oxigênio suplementar e suporte ventilatório mecânico, quando indicado. Como no manejo de qualquer doença, as decisões de tratamento residem em última instância com o paciente e seu médico.

Antivirais:

  • Não há dados clínicos suficientes para recomendar a favor ou contra o uso de cloroquina ou hidroxicloroquina no tratamento de COVID-19.

– Se for usada cloroquina ou hidroxicloroquina, os médicos devem monitorar o paciente quanto a efeitos adversos, especialmente intervalo QTc prolongado.

  • Não há dados clínicos suficientes para recomendar o uso ou não do remédio antiviral experimental remdesivir para o tratamento de COVID-19.

 

O remdesivir como tratamento para o COVID-19 está atualmente sendo investigado em ensaios clínicos e também está disponível através de acesso expandido e     mecanismos de uso compassivo para determinadas populações de pacientes.

Exceto no contexto de um ensaio clínico, o Painel de Diretrizes de Tratamento COVID-19 recomenda contra o uso dos seguintes medicamentos para o  tratamento de COVID-19:

– A combinação de hidroxicloroquina e azitromicina devido ao potencial de toxicidade.

Lopinavir / ritonavir ou outros inibidores da protease do HIV devido à farmacodinâmica desfavorável e a dados negativos de ensaios clínicos.

 

 Modificadores de hospedeiro / terapia imunológica:

 Não há dados clínicos suficientes para recomendar a favor ou contra o uso de plasma convalescente ou imunoglobulina hiperimune no tratamento de       COVID-19.

 Não existem dados clínicos suficientes para recomendar a favor ou contra o uso dos seguintes agentes para o tratamento de COVID-19:

Inibidores da interleucina-6 (por exemplo, sarilumabe, siltuximabe, tocilizumabe)

Inibidores da interleucina-1 (por exemplo, anacinra)

 

Exceto no contexto de um ensaio clínico, o Painel recomenda contra o uso de outros imunomoduladores, como:

– Os Interferons, devido à falta de eficácia no tratamento da síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e da síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS) e toxicidade.

Inibidores da quinase Janus (por exemplo, baricitinibe), devido ao seu amplo efeito imunossupressor.

 

Traduzido por J. Beloqui
Fonte: https://www.covid19treatmentguidelines.nih.gov/

Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

Nenhum comentário on "COVID-19: Opções terapêuticas atualmente em pesquisa"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.