Nota de Apoio aos médicos, profissionais de saúde e demais funcionários do Instituto de Infectologia Emílio Ribas

433 0
Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

O Movimento Nacional das Cidadãs PositHIVas (MNCP) – Estado de São Paulo e a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS no Estado de São Paulo (RNP+SP) vêm a público manifestar total apoio aos médicos, profissionais de saúde e demais funcionários do Instituto de Infectologia Emílio Ribas (IIER).

Num momento de extrema tensão e preocupação no Brasil e no mundo, com o crescimento exponencial de casos da COVID-19, quando todos os esforços e medidas devem ser tomadas e revistas para evitar a propagação do vírus, quando todos os cenários apontam para a necessidade de preparo das redes hospitalares para absorver a demanda de pacientes em estado grave, disponibilizando médicos, enfermeiros, equipes de saúde, leitos, equipamentos e insumos; quando é de conhecimento de todos que o maior grupo de risco são idosos e doentes crônicos, e neste caso, a população que vive com HIV/AIDS está incluída e, ainda não temos respostas para o tratamento da COVID-19, nos deparamos com a situação lastimável dos médicos e funcionários do IIER que denunciam:

  • Falta de diálogo entre a diretoria atual e os médicos, enfermeiros e demais funcionários do hospital;
  • A não participação de representantes destes profissionais nas reuniões onde são tomadas decisões que os afetam diretamente;
  • Atraso na divulgação das escalas de trabalho, sem levar em conta a situação de pandemia que se instala gradativamente no País;
  • Falta de explicação sobre os motivos da demora na reforma do IIER, que se estende por seis anos, causando prejuízos na assistência e acolhimento de pacientes;
  • Falta de transparência na divulgação da situação real do hospital – funcionando com apenas 50% de sua capacidade e com dois andares (4º e 8º) fechados, mesmo tendo leitos em condições de uso;
  • Desfalque na equipe de profissionais do IIER sendo necessário a urgente ampliação do número de médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, dentre outros profissionais.

Reconhecemos a importância do IIER como um dos melhores no tratamento de doenças infectocontagiosas, mas não podemos nos calar diante de uma situação emergencial que pode pôr em risco a qualidade dos serviços ofertados e, por consequência, a vida de muitos.

Sabendo da importância dos trabalhadores da saúde, que dedicam suas vidas no cuidado da população, apoiamos suas demandas e entendemos que as reivindicações são cruciais para evitar que São Paulo reproduza um colapso no atendimento hospitalar, semelhante ao da Itália.

Sendo assim, emitimos a presente Nota de Apoio para que todas as autoridades, imprensa e população tenham conhecimento da situação vivida por estes profissionais de extrema importância para a saúde pública do Estado de São Paulo, do Brasil e da América Latina.

 

Fabiana Oliveira

Representante Estadual do MNCP – Estado de São Paulo

 

Paulo Giacomini

Representante da RNP+ no Estado de São Paulo

 

Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

Nenhum comentário on "Nota de Apoio aos médicos, profissionais de saúde e demais funcionários do Instituto de Infectologia Emílio Ribas"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.