RNP+Bahia denuncia falta de infectologistas no SAE Marimar Novaes

142 0
Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

Em entrevista à TV Itapuã, afiliada da Rede Record na Bahia, o representante estadual da RNP+ Bahia, Moysés Toniolo, denuncia falta de médicos infectologistas no Serviço de Atendimento Especializado (SAE) Marimar Novaes (Dendezeiro).

“Estamos lutando para garantir a manutenção da qualidade da assistência ambulatorial dEs usuáriEs de um SAE da rede municipal, que de quatro (4) médicos infectologistas, nos últimos meses, por causa da epidemia, foi perdendo gradativamente estes profissionais por ocuparem outros espaços mais estratégicos (hospitais, serviços de monitoramento da infecção hospitalar, e cuidado intensivo de pacientes covid-19). Por causa destas mudanças de prioridade, os serviços especializados de HIV foram relegados a segundo, terceiro planos”, argumenta o representante da RNP+ na Bahia.

“Eu não preciso ser [paciente] de um determinado serviço, mas posso conhecer e dialogar com usuáriEs, TrabalhadorEs (as) e outras ONG, e assim formar opinião e conhecimento para ajudar a lidar com as situações objetivas que surgem pra todo o coletivo”, disse Toniolo.

“É muito importante mobilizar a opinião pública e cobrar providências da gestão da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador”, acredita ele.

Segundo o representante da RNP+ no Estado da Bahia, isso “envolve também uma falta de atenção da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador para buscar recuperar estEs trabalhadorEs para cobrir as faltas que foram ocorrendo – e agora uma unidade perdeu totalmente a capacidade de manter a sua agenda de consultas por falta de médicos, deixando os pacientes pendentes de realizar outros procedimentos necessários – os exames de rotina (Carga Viral / CD4, nos casos iniciais), e até prescrição de medicamentos antirretrovirais, o que pode colocar em risco a continuidade do tratamento adequado a cada paciente”.

Toniolo explica que “desde julho estamos unidos ao GAPA-BA para tensionar o poder público visando a garantir o provimento de Recursos Humanos na medida da necessidade e demanda dEs usuáriEs”.

“Por sorte, a rede especializada na capital dispõe de mais três (3) serviços municipais (Semae Liberdade, SAE São Francisco / Pelourinho, e SAE Carlos Gomes), além de dois (2) serviços estaduais (CEDAP / ICOM – Internamento e Ambulatório) e um federal (Hospital das Clínicas da Universidade Federal da Bahia)”, elenca Toniolo.

“Precisamos avaliar como imediatamente se dará a garantia da atenção ambulatorial dEs usuáriEs que há meses aguardam a solução do problema.”

Com a palavra, a Secretaria Municipal da Saúde de Salvador, que faz a gestão do Sistema Único de Saúde na capital baiana.

Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

Nenhum comentário on "RNP+Bahia denuncia falta de infectologistas no SAE Marimar Novaes"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.