Nossas redes sociais:

30/09/2022

Carta aberta ao DCCI/Ministério da Saúde sobre a Substituição do termo “Doenças Avançadas”

Ao 

Dr. Gerson Fernando Mendes Pereira 

Departamento de Doenças de Condições Crônicas e IST – DCCI/MS  

REF.: A Substituição do termo Doenças Avançadas pela palavra Aids gera prejuízo de cuidado a vida de Pessoas Vivendo com HIV/Aids.  

Prezado,  

A RNP+ Brasil é uma organização nacional de pessoas vivendo com HIV/Aids, sem vínculo político partidário e religioso, que atua na promoção do fortalecimento das pessoas sorologicamente positivas para o vírus HIV/Aids, independente de gênero, orientação sexual, credo, raça/cor ou etnia e nacionalidade. Fortalecendo individualmente e coletivamente as pessoas vivendo com HIV e Aids em todas as regiões do País.  

Considerando que a Aids não acabou e não mudou de nome, que a Aids ainda existe e mata muitas pessoas e coloca o número de pessoas que morrem por ano de Aids no Brasil e no mundo;   

Considerando que Carga viral é a quantidade de vírus presente no sangue do paciente – ou seja, quanto mais cópias o vírus produz, maior é a carga viral no organismo, principalmente para quem não iniciou o tratamento ou está em falha terapêutica 

Considerando que a contagem de células CD4 tem sido aceita como bom marcador de imunodeficiência e sua depleção associada a deficiência grave na imunidade celular. De maneira distinta, o CD4 elevado significa que o paciente apresenta um quadro de imunocompetência.  

Considerando que a contagem de CD4 menor que 200 cel/mm3 implica também na evolução do processo de adoecimento para Aids de um individuo que não iniciou o tratamento ou que esteja em falha terapêutica com os antirretrovirais.  

A Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e Aids (RNP+Brasil), vem por meio deste descrever sua indignação com a postura do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e IST – DCCI/MS, que desde a realização do ENONG 2022, no Estado do Ceará, representantes do DCCI/MS vem descrevendo e apresentando o termo doença avançada no lugar da palavra AIDS, esquecendo que o próprio DCCI apresenta em seu relatório no Webinario_GlobalAids 2022, que 27% das PVHIV chegaram ao serviço de saúde com doença avançada, em 2021, escondendo uma realidade ainda existente em todas as regiões brasileiras, que é a aids presente no País, posto que o HIV é um retrovírus que, ao se reproduzir e multiplicar, provoca condições necessárias para a evolução de infecções oportunistas, causando prejuízo a milhares de vida de Pessoas Vivendo com HIV/Aids.  

Neste sentido, a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids solicita a retirada do termo doença  avançada e retorne para o uso contínuo da palavra aids nos materiais e apresentações do DCCI, respeitando milhares de vidas que foram perdidas no processo de adoecimento em decorrência da aids.  

 

Vando Oliveira 

Secretário Político – RNP+ Brasil

 

Augusto Platini Menna Barreto Gomes 

Secretário de Comunicação – RNP+ Brasil 

 

 Cledson Fonseca Sampaio 

Secretário Executivo – RNP+ Brasil 

 

 

Seja Afiliado

Venha fazer parte dessa grande famìlia e juntos trasformar vidas

Junte-se a nossa causa e ajude a melhorar a vida de diversos brasileiros desasistitidos que lutam por condições melhores de vida e acesso a remèdios e procedimentos que podem lhes dar uma expectativa de vida maior.

É gratuito! Unindo forças e oferecendo o que possamos dar como influencia e dedicação as causas de políticas públicas podemos ajudar uma grande comunidade.