Nossas redes sociais:

20/03/2020

Pandemia do COVID-19 – Exercitar a solidariedade é uma lição do HIV/AIDS

A pandemia do COVID-19 só está escancarando o que o HIV/AIDS nos ensina há anos: as profundas desigualdades sociais são fatores determinantes para definir as pessoas mais afetadas. E neste enfrentamento a solidariedade é fundamental!

A pandemia de coronavírus é uma questão de saúde coletiva, ou seja, o individualismo não vai ajudar em nada. Portanto, seja SOLIDÁRIO! Seja SOLIDÁRIA!

Não estocar comida em casa é um ato de respeito e cuidado com quem não pode comprar e estocar grandes quantidades de alimentos, especialmente por questões financeiras. Se comprarmos demais, os produtos somem do mercado, os preços aumentam e as pessoas mais pobres, que em nosso país são maioria, ficarão sem nada e ainda mais expostas. O mesmo acontece com medicamentos, álcool gel etc.

Caso o sentido da solidariedade não seja suficiente para você, então seja INTELIGENTE e compre só o necessário. Seu colega, amigo ou vizinho também precisa ter acesso às práticas básicas de prevenção, caso contrário, eles ficam mais vulneráveis e, consequentemente, você estará mais exposto/a ao vírus e a uma possível infecção.

A quarentena voluntária favorece que o vírus não se dissemine em velocidade galopante, assim os hospitais não ficam superlotados e as populações mais vulnerabilizadas ao coronavírus encontrarão um atendimento melhor quando necessitarem. Portanto, não são férias coletivas. É luta pela vida das pessoas mais vulnerabilizadas. FIQUE EM CASA!

Hora de pensar em todas, em todos em todEs!

Vanessa Campos – Secretária Nacional de Informação e Comunicação da RNP+BRASIL

 

[Este card também está disponível no Facebook, Instagram e Twitter]

 

Pesquise uma matéria por palavra
Pesquise notícias mais lidas
Posto de saúde Maria Cirino Souza

Seja Afiliado

Venha fazer parte dessa grande famìlia e juntos trasformar vidas

Junte-se a nossa causa e ajude a melhorar a vida de diversos brasileiros desasistitidos que lutam por condições melhores de vida e acesso a remèdios e procedimentos que podem lhes dar uma expectativa de vida maior.

É gratuito! Unindo forças e oferecendo o que possamos dar como influencia e dedicação as causas de políticas públicas podemos ajudar uma grande comunidade.